PROGRAMA RODOFAR
DE PREVENÇÃO AO COVID-19

Plano de Ação para Prevenção e Mitigação da COVID-19

O Programa Rodofar de Combate e Prevenção da COVID-19 foi criado levando em consideração a seriedade desta doença infecciosa causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2).

 

Esse Programa visa implementar medidas preventivas e das recomendações das autoridades nacionais para ajuste das medidas sociais e de saúde pública no contexto da COVID-19.

 

As medidas para impedir a transmissão se aplicam a todos os nossos locais de trabalho e a todas as pessoas nesses locais de trabalho.

 

Esse Programa está alinhado ao nosso plano de continuidade do nosso negócio e está de acordo com os resultados da avaliação de riscos e da situação epidemiológica. Ele inclui medidas de proteção à saúde e segurança no trabalho.

 

O plano de ação e as medidas preventivas implementados no Programa Rodofar de Prevenção ao COVID-19, são monitorados e atualizados em caso de mudanças nas situações epidemiológicas locais, novos casos de COVID-19 no local de trabalho.

 

Esse Programa atende os protocolos determinados pela OMS – Organização Mundial e Saúde e pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o referido programa orienta a nossa rede humana a seguir os determinados procedimentos a fim de evitar o risco de exposição ocupacional a COVID-19:

Section Title

  • Distanciamento físico de pelo menos 1 metro ou mais (de acordo com as recomendações nacionais), durante toda a sua atividade funcional:

  • Adotaremos medidas para manter uma distância de pelo menos 1 metro entre as pessoas e evitar o contato físico direto entre as pessoas (ou seja, abraçar, tocar, apertar as mãos), com controle rigoroso do acesso externo, manejo de filas (marcação no chão, barreiras)

  • Reduziremos a densidade de pessoas no prédio com espaçamento físico de pelo menos 1 metro de distância nas estações de trabalho e espaços comuns, como entradas/saídas, refeitório, escadas, onde possa ocorrer aglomeração ou fila de funcionários ou visitantes/clientes.

  • Minimizaremos a necessidade de reuniões físicas, por exemplo usando equipamento de teleconferência.

  • Evitaremos aglomerações variando o horário dos turnos de trabalho de modo reduzir o número de funcionários nos espaços comuns, como entradas ou saídas.

  • Acompanharemos os turnos de trabalho, o tamanho das equipes ou o trabalho a distância.

  • Adiaremos ou suspenderemos eventos no local de trabalho que envolvam contato próximo e prolongado entre os participantes, inclusive reuniões sociais.

  • Higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool gel ou desinfetante a base de álcool:

  • Lavagem regular e completa das mãos com água e sabão ou higiene das mãos com álcool antes de iniciar o trabalho, antes de comer, frequentemente durante o turno de trabalho, especialmente após o contato com colegas de trabalho ou clientes, depois de ir ao banheiro, após contato com secreções, excreções e fluidos corporais, após contato com objetos potencialmente contaminados (luvas, roupas, máscaras, lenços usados, resíduos) e imediatamente após a remoção de luvas e outros equipamentos de proteção, mas antes de tocar nos olhos, nariz ou boca.

  • As estações de higiene das mãos, como pias e dispensadores de produtos de higiene das mãos, foram colocadas em lugares de destaque no local de trabalho e acessíveis a todos os funcionários, terceirizados, clientes ou usuários e visitantes, juntamente com material informativo para promoção da higiene das mãos.
     

  • Utilização na entrada e na saída da empresa os pontos de higiene das mãos e dos pés de uso público:

  • Na entrada da nossa empresa disponibilizamos dispensadores de produtos de higiene das mãos.

  • Higienização respiratória (como cobrir a tosse):

  • Promoção da proteção respiratória para todas as pessoas, no local de trabalho, certificando de que máscaras faciais cirúrgicas e lenços de papel estejam disponíveis no local de trabalho, para os que apresentarem coriza ou tosse no trabalho.

  • Utilização do uso de máscara ou proteção facial, de acordo com as orientações nacionais ou locais.

  • Caso seja identificado que um trabalhador esteja doente, não deve ir trabalhar. Se um membro da equipe ou um trabalhador se sentir mal durante o trabalho, proporcionar uma máscara ou proteção individual para que a pessoa possa chegar em casa com segurança. Nos locais em que são utilizadas máscaras, seja por norma governamental ou por escolha pessoal, é muito importante garantir que sejam utilizadas, cuidadas e descartadas de modo seguro e adequado.

  • Higienização e desinfecção regular do ambiente de trabalho:

  • A limpeza, o uso de sabão ou detergente neutro, água e a ação mecânica (escovar, esfregar) removem a sujeira, detritos e outros materiais das superfícies. Depois de concluído o processo de limpeza, a desinfecção é usada para desativar (ou seja, matar) patógenos e outros microorganismos nas superfícies.

  • A escolha dos desinfetantes deve estar alinhada com as exigências das autoridades locais para aprovação de comercialização, incluindo todos os regulamentos aplicáveis a setores específicos.

  • As superfícies de alta frequência de toque, devem ser identificadas para desinfecção prioritária (áreas comumente usadas, maçanetas de portas e janelas, interruptores de luz, cozinhas e áreas de preparação de alimentos, superfícies de banheiros, sanitários e torneiras, dispositivos pessoais com tela sensível ao toque, teclados de computadores pessoais e superfícies de trabalho).

  • As soluções desinfetantes sempre devem ser preparadas e usadas de acordo com as instruções do fabricante, incluindo as instruções para proteger a segurança e a saúde dos trabalhadores encarregados da desinfecção, o uso de equipamentos de proteção individual, não misturando diferentes desinfetantes químicos.

  • Em locais de trabalho interno, a aplicação rotineira de desinfetantes nas superfícies ambientais por meio de pulverização ou nebulização geralmente não é recomendada por ser inefetiva na remoção de contaminantes que estiverem fora das zonas de pulverização direta, podendo causar irritação ocular, respiratória e cutânea e outros efeitos tóxicos.

  •  

  • Nos locais de trabalho externo, atualmente não há evidências suficientes para dar apoio às recomendações de pulverização ou fumigação em larga escala.

  • A pulverização de pessoas com desinfetantes (como em um túnel, cabine ou câmara) não é recomendada em nenhuma circunstância.

  • Higienização interna e externa dos veículos da frota.

  • As estações de higiene das mãos, como pias e dispensadores de produtos de higiene das mãos.
     

  • Limitação de viagens desnecessárias:

  • A medida do possível cancelaremos ou adiaremos viagens não essenciais para áreas com transmissão comunitária da COVID-19.

  • Forneceremos álcool gel para os trabalhadores que precisem viajar.

  • Aconselharemos os trabalhadores a cumprir as instruções das autoridades locais dos lugares para onde estão viajando, bem como informações sobre com quem devem entrar em contato, caso adoeçam enquanto viajam.

  • Os trabalhadores que retornarem de uma área em que esteja ocorrendo a transmissão da COVID-19 devem monitorar seus sintomas por 14 dias e medir a temperatura pelo menos uma vez por dia. Caso não se sintam bem, devem ficar em casa, isolar-se e entrar em contato com um médico.

  • Utilização de políticas e mensagens claras pela empresa, treinamento e educação para os nossos funcionários administrativos, motoristas da frota, motoristas agregados e parceiros de negócios, de modo a aumentar a conscientização sobre a COVID-19:

  • Fornecimento de cartazes ou vídeos ou quadros de mensagens físicas ou eletrônicos para aumentar a conscientização sobre a COVID-19 entre os trabalhadores, além de promover práticas individuais seguras no local de trabalho, envolva os trabalhadores no fornecimento de feedback sobre as medidas preventivas e sua efetividade.

  • Fornecimento de informações regulares sobre o risco da COVID-19 usando fontes oficiais, como agências governamentais e a OMS, e enfatize a efetividade da adoção de medidas de proteção e neutralização de rumores e informações incorretas.

  • Deve-se dar atenção especial ao alcance e engajamento da nossa rede humana.
     

  • Recomendação para que os nossos funcionários administrativos, motoristas da frota e motoristas agregados que não estiverem se sentindo bem ou que apresentarem sintomas condizentes com a COVID-19 devem ser orientados a ficar em casa, a se auto isolar e a entrar em contato com um médico ou com a linha local de informações sobre a COVID-19 para obter orientação sobre exames e encaminhamento.
     

  • Recomendação para que que os nossos funcionários administrativos, motoristas da frota e motoristas agregados que estiveram em contato próximo no local de trabalho com pessoas com COVID-19, confirmado em laboratório, devem ficar em observação a partir da última vez em que houve contato.

  • Um contato é uma pessoa em qualquer uma das seguintes situações, desde 2 dias antes e até 14 dias depois do início dos sintomas do caso confirmado ou provável de COVID-19:

  • Contato presencial com um caso provável ou confirmado de COVID-19 a menos de 1 metro de distância e por mais de 15 minutos.
     

  • Contato físico direto com um caso provável ou confirmado de COVID-19.

  • Prestação de cuidados diretos a um caso provável ou confirmado de COVID-19 sem usar os equipamentos de proteção individual adequados.
     

  • Outras situações, conforme indicado nas avaliações de risco locais.